T-Index: os países com maior potencial de vendas on-line

Histórico



Quais países oferecem maior potencial de vendas on-line?

O T-Index é um índice estatístico que classifica os países que apresentam maior potencial de vendas on-line. Ele faz uma estimativa da participação de mercado de cada país em termos de comércio eletrônico global, multiplicando o número de usuários de internet por país com o montante de gastos estimado per capita.

O estudo foi realizado pela TRANSLATED, agência on-line líder em tradução profissional, e tem como objetivo ajudar clientes corporativos na hora de escolher os mercados e idiomas de um projeto de internacionalização, bem como ajudá-los a obterem o melhor retorno possível sobre o investimento (ROI).

Os resultados do estudo são ilustrados na tabela abaixo, enquanto os critérios subjacentes para o estudo são descritos nas seções intituladas "Pressupostos e Método" e "Fontes".

Dados de 2017 | NOVIDADE!

Como interpretar os dados

Ordenar por país Ordenar por idioma Ordenar por região

Tendência* Países T-Index
2017
Projeção
2021
Idiomas Usuários de internet Penetração
da internet
Gastos p.c. dos usuários de internet**
Baixar dados em formato CSV
(!) Acesso restrito à Internet
* As setas e traços indicam o desempenho projetado para o país nas classificações para 2021
** Montante estimado de gastos anuales per capita dos usuários de internet
*** O Reino Unido é formado por quatro países: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. (!) Acesso restrito à Internet
1
Estados Unidos 30,9% 22,1% 1 239.296.311 74,4% US$47.239
2
China (!) 9,1% 13,7% 1 689.723.660 50,3% US$4.818
3
Japão 6,6% 5,3% 1 115.605.881 91,1% US$20.740
4
Reino Unido 4,9% 2,9% 1 59.918.552 92,0% US$30.044
Localizar o seu site para estes 4 mercados lhe dá acesso a 50% do potencial de vendas on-line no mundo inteiro.
5
Alemanha 4,7% 3,3% 1 71.543.310 87,6% US$24.045
6
França 3,4% 3,3% 1 56.351.363 84,7% US$22.232
7
Brasil 2,8% 4,6% 1 122.796.320 59,1% US$8.242
8
Itália 2,6% 2,3% 1 39.822.014 65,6% US$23.690
9
Canadá 2,3% 2,3% 2 31.715.265 88,5% US$27.040
10
Austrália 2,0% 2,4% 1 20.116.738 84,6% US$35.815
11
México 1,8% 2,0% 1 72.947.317 57,4% US$9.172
12
Coreia do Sul 1,8% 1,3% 1 45.377.488 89,6% US$14.519
13
Espanha 1,8% 1,3% 2 36.546.779 78,7% US$17.728
14
Rússia 1,7% 3,4% 1 101.010.813 70,1% US$6.306
15
Índia 1,7% 2,5% 8 340.873.138 26,0% US$1.775
16
Turquia 1,1% 1,5% 1 42.275.017 53,7% US$9.259
17
Argentina 0,94% 1,4% 1 30.131.628 69,4% US$11.445
Localizar o seu site para estes 17 mercados lhe dá acesso a 80% do potencial de vendas on-line no mundo inteiro.
18
Suíça 0,94% 0,93% 3 7.244.595 87,5% US$47.399
19
Países Baixos 0,89% 0,51% 1 15.770.475 93,1% US$20.574
20
Nigéria 0,79% 1,3% 1 86.441.257 47,4% US$3.333
21
Indonésia 0,67% 0,94% 1 56.612.527 22,0% US$4.294
22
Polônia 0,65% 0,74% 1 25.830.760 68,0% US$9.128
23
Arábia Saudita (!) 0,63% 0,87% 1 21.958.407 69,6% US$10.550
24
Bélgica 0,60% 0,58% 2 9.567.958 85,1% US$22.790
25
Suécia 0,59% 0,51% 1 8.879.042 90,6% US$24.130
26
Hong Kong 0,53% 0,51% 1 6.206.192 84,9% US$31.420
27
Venezuela 0,51% 0,84% 1 19.246.571 61,9% US$9.704
28
Áustria 0,51% 0,44% 1 7.249.861 83,9% US$25.680
29
Egito (!) 0,49% 0,61% 1 34.608.357 37,8% US$5.129
30
República Sul-Africana 0,46% 0,84% 4 28.562.219 51,9% US$5.943
31
Noruega 0,45% 0,44% 1 5.024.686 96,8% US$32.615
32
Emirados Árabes Unidos 0,44% 0,49% 1 8.355.125 91,2% US$19.426
33
Colômbia 0,44% 0,77% 1 26.962.244 55,9% US$5.977
34
Israel 0,42% 0,56% 1 6.482.182 77,4% US$23.777
Localizar o seu site para estes 34 mercados lhe dá acesso a 90% do potencial de vendas on-line no mundo inteiro.
35
Filipinas 0,42% 0,70% 2 40.984.653 40,7% US$3.756
36
Malésia 0,40% 0,53% 2 21.553.214 71,1% US$6.811
37
Irã (!) 0,40% 0,66% 1 35.864.169 45,3% US$4.054
38
Dinamarca 0,38% 0,26% 1 5.474.899 96,3% US$25.546
39
Chile 0,38% 0,53% 1 11.538.860 64,3% US$11.959
40
Tailândia 0,37% 0,47% 1 26.721.620 39,3% US$5.066
41
Finlândia 0,34% 0,29% 1 5.076.785 92,6% US$24.411
42
Grécia 0,32% 0,29% 1 7.232.678 66,8% US$16.343
43
Portugal 0,31% 0,26% 1 7.108.748 68,6% US$15.927
44
Cingapura 0,28% 0,34% 2 4.544.237 82,1% US$22.246
45
Vietnã (!) 0,28% 0,38% 1 48.351.252 52,7% US$2.083
46
Irlanda 0,24% 0,18% 2 3.720.564 80,1% US$24.007
47
Peru 0,24% 0,35% 1 12.833.058 40,9% US$6.908
48
Nuova Zelândia 0,24% 0,26% 1 4.054.459 88,2% US$21.850
49
Cazaquistão 0,23% 0,40% 2 12.426.493 70,8% US$6.620
50
Romênia 0,22% 0,27% 1 11.049.016 55,8% US$7.283
51
República Tcheca 0,22% 0,26% 1 8.573.798 81,3% US$9.240
52
Paquistão 0,22% 0,23% 2 34.006.478 18,0% US$2.312
53
Porto Rico 0,16% 0,19% 1 2.760.932 79,5% US$20.958
54
Hungria 0,14% 0,12% 1 7.168.677 72,8% US$7.324
55
Iraque 0,14% 0,17% 1 6.272.109 17,2% US$8.308
56
Equador 0,13% 0,20% 1 7.901.051 48,9% US$6.116
57
Marrocos 0,13% 0,19% 2 19.622.684 57,1% US$2.395
58
Argélia 0,12% 0,14% 2 15.152.610 38,2% US$2.949
59
Kuwait 0,12% 0,14% 1 3.194.614 82,1% US$13.890
60
Eslováquia 0,12% 0,12% 1 4.210.752 77,6% US$10.204
61
Bangladesh 0,12% 0,13% 1 23.183.372 14,4% US$1.820
62
Ucrânia 0,11% 0,28% 2 22.071.290 48,9% US$1.787
63
República Dominicana 0,11% 0,15% 1 5.708.494 54,2% US$6.903
64
Quênia 0,11% 0,17% 1 21.009.437 45,6% US$1.854
65
Sudão (!) 0,099% 0,14% 1 10.706.502 26,6% US$3.385
66
Qatar 0,097% 0,13% 1 2.076.198 92,9% US$17.020
67
Guatemala 0,090% 0,12% 1 4.428.925 27,1% US$7.468
68
Sri Lanka 0,088% 0,15% 1 6.287.439 30,0% US$5.134
69
Cuba (!) 0,086% 0,10% 1 4.248.887 37,3% US$7.393
70
Uruguai 0,085% 0,13% 1 2.216.785 64,6% US$13.979
71
Costa Rica 0,083% 0,10% 1 2.873.171 59,8% US$10.571
72
Líbano 0,077% 0,14% 1 4.329.550 74,0% US$6.535
73
Azerbaijão (!) 0,073% 0,12% 1 7.429.993 77,0% US$3.574
74
Croácia 0,069% 0,070% 1 2.934.116 69,8% US$8.533
75
Panamá 0,068% 0,091% 1 2.011.933 51,2% US$12.441
76
Bulgária 0,068% 0,088% 1 4.066.784 56,7% US$6.088
77
Uzbequistão (!) 0,065% 0,086% 1 13.395.929 42,8% US$1.775
78
Síria (!) 0,065% 0,11% 1 5.547.023 30,0% US$4.256
79
Jordânia 0,064% 0,084% 1 4.055.488 53,4% US$5.791
80
Angola 0,064% 0,11% 1 3.102.725 12,4% US$7.547
81
Lituânia 0,063% 0,071% 1 2.073.467 71,4% US$11.129
82
Sérvia 0,062% 0,074% 1 4.634.704 65,3% US$4.887
83
Tunísia 0,061% 0,092% 2 5.460.224 48,5% US$4.061
84
Mianmar 0,060% 0,042% 1 11.749.580 21,8% US$1.859
85
Bielo-Rússia 0,059% 0,10% 2 5.905.423 62,2% US$3.680
86
Omã 0,057% 0,097% 1 3.330.821 74,2% US$6.267
87
Eslovênia 0,052% 0,051% 1 1.508.414 73,1% US$12.647
88
Yemên (!) 0,052% 0,072% 1 6.734.886 25,1% US$2.820
89
Bolívia 0,048% 0,071% 1 4.836.842 45,1% US$3.665
90
Luxemburgo 0,047% 0,041% 1 554.419 97,3% US$31.115
91
Bahrain 0,045% 0,057% 1 1.287.418 93,5% US$12.674
92
Letônia 0,042% 0,041% 1 1.566.213 79,2% US$9.806
93
Paraguai 0,042% 0,068% 1 3.215.991 48,4% US$4.722
94
Trinidad e Tobago 0,041% 0,057% 1 941.160 69,2% US$16.064
95
Gana 0,036% 0,051% 1 6.435.843 23,5% US$2.048
96
El Salvador 0,035% 0,057% 1 1.649.276 26,9% US$7.867
97
Chipre 0,032% 0,037% 1 835.705 71,7% US$14.149
98
Camarões 0,032% 0,032% 1 4.827.576 20,7% US$2.411
99
Estônia 0,031% 0,028% 1 1.162.200 88,4% US$9.699
100
Macau 0,030% 0,036% 1 455.983 77,6% US$23.994
101
Etiópia 0,028% 0,022% 1 11.529.327 11,6% US$893
102
Cote D'Ivoire 0,027% 0,031% 1 4.767.327 21,0% US$2.062
103
Bósnia-Herzegovina 0,027% 0,036% 1 2.479.266 65,1% US$3.961
104
Uganda 0,027% 0,041% 1 7.502.024 19,2% US$1.294
105
West Bank And Gaza 0,025% 0,036% 1 2.538.310 57,4% US$3.640
106
Líbia (!) 0,025% 0,036% 1 1.193.913 19,0% US$7.615
107
Honduras 0,024% 0,036% 1 1.644.082 20,4% US$5.369
108
Turcmenistão (!) 0,024% 0,033% 1 806.025 15,0% US$10.928
109
Jamaica 0,023% 0,028% 1 1.179.380 42,2% US$7.201
110
Islândia 0,023% 0,000001% 1 324.860 98,2% US$25.476
111
Geórgia 0,020% 0,038% 1 1.768.224 47,6% US$4.185
112
Albânia 0,020% 0,034% 1 1.827.483 63,3% US$3.963
113
Zâmbia 0,018% 0,037% 1 3.404.471 21,0% US$1.950
114
Maurícius 0,017% 0,024% 1 633.062 50,1% US$10.083
115
Armênia 0,017% 0,031% 1 1.757.797 58,2% US$3.621
116
Macedônia 0,017% 0,020% 1 1.462.819 70,4% US$4.203
117
Nepal 0,017% 0,025% 1 5.013.170 17,6% US$1.210
118
Bahamas 0,015% 0,016% 1 302.655 78,0% US$17.675
119
Camboja 0,014% 0,014% 1 2.959.801 19,0% US$1.789
120
Nicarágua 0,014% 0,020% 1 1.198.421 19,7% US$4.343
121
Senegal 0,014% 0,018% 1 3.281.539 21,7% US$1.552
122
Zimbábue 0,014% 0,023% 1 2.552.610 16,4% US$1.982
123
Namíbia 0,014% 0,020% 1 548.565 22,3% US$9.017
124
Botsuana 0,013% 0,019% 1 622.183 27,5% US$7.793
125
Malta 0,013% 0,013% 1 329.019 76,2% US$14.342
126
Moldávia 0,011% 0,019% 1 1.771.259 49,8% US$2.215
127
Laos (!) 0,0096% 0,013% 1 1.237.968 18,2% US$2.844
128
Tanzânia 0,0094% 0,015% 1 2.866.015 5,4% US$1.201
129
Barbados 0,0088% 0,0063% 1 216.316 76,1% US$14.938
130
Ruanda 0,0087% 0,010% 1 2.089.740 18,0% US$1.514
131
Haiti 0,0083% 0,0084% 1 1.306.750 12,2% US$2.324
132
Afganistão 0,0081% 0,012% 1 2.686.694 8,3% US$1.100
133
Mongólia 0,0079% 0,014% 1 634.321 21,4% US$4.549
134
Gabão 0,0078% 0,0075% 1 405.444 23,5% US$7.027
135
Quirguistão 0,0077% 0,012% 1 1.801.786 30,2% US$1.554
136
Montenegro 0,0072% 0,0097% 1 423.812 68,1% US$6.236
137
Guiné Equatorial (!) 0,0069% 0,0078% 1 180.167 21,3% US$13.926
138
Rep Dem do Congo 0,0066% 0,0080% 1 2.936.139 3,8% US$825
139
Targiquistão 0,0066% 0,013% 1 1.609.856 19,0% US$1.497
140
Moçambique 0,0063% 0,0088% 1 2.518.008 9,0% US$917
141
Brunei Darussalam 0,0062% 0,0071% 1 301.310 71,2% US$7.531
142
Mali 0,0056% 0,0055% 1 1.819.267 10,3% US$1.130
143
Fiji 0,0052% 0,0086% 1 413.331 46,3% US$4.564
144
Mônaco 0,0049% 0,0036% 1 35.227 93,4% US$50.666
145
Guiana 0,0048% 0,0079% 1 293.026 38,2% US$5.979
146
Liechtenstein 0,0047% 0,0044% 1 36.270 96,6% US$47.588
147
Burkina Faso 0,0045% 0,0066% 1 2.061.798 11,4% US$792
148
Suazilândia 0,0043% 0,0096% 1 390.981 30,4% US$4.030
149
Maldivas 0,0042% 0,0062% 1 222.838 54,5% US$6.927
150
Andorra 0,0036% 0,0025% 1 68.295 96,9% US$19.133
151
Maláui 0,0035% 0,0035% 1 1.600.698 9,3% US$792
152
Suriname 0,0033% 0,0084% 1 232.176 42,8% US$5.155
153
Congo 0,0033% 0,0047% 1 352.069 7,6% US$3.387
154
Ilhas Fær Øer 0,0032% 0,0023% 1 45.403 94,2% US$25.631
155
Papua Nova Guiné 0,0029% 0,0074% 1 601.926 7,9% US$1.772
156
Benin 0,0027% 0,0038% 1 738.740 6,8% US$1.326
157
Belize 0,0026% 0,0026% 1 149.427 41,6% US$6.393
158
Madagascar 0,0024% 0,0034% 1 1.011.578 4,2% US$853
159
Groenlândia 0,0023% 0,00047% 1 37.933 67,6% US$22.451
160
Lessoto 0,0023% 0,0022% 1 343.134 16,1% US$2.399
161
Cabo Verde 0,0021% 0,0040% 1 223.920 43,0% US$3.491
162
Mauritânia 0,0021% 0,0029% 1 618.234 15,2% US$1.264
163
Santa Lúcia 0,0021% 0,0022% 1 96.847 52,4% US$8.008
164
Butão 0,0021% 0,0030% 1 308.382 39,8% US$2.482
165
Granada 0,0018% 0,0016% 1 57.483 53,8% US$11.665
166
Antígua E Barbuda 0,0018% 0,0018% 1 59.865 65,2% US$11.145
167
Togo 0,0017% 0,0022% 1 520.086 7,1% US$1.206
168
São Marino 0,0017% 0,00098% 1 16.717 52,6% US$36.199
169
Seichelles 0,0016% 0,0016% 1 54.295 58,1% US$11.056
170
Guiné 0,0016% 0,0015% 1 592.604 4,7% US$990
171
Chad 0,0014% 0,0024% 1 379.012 2,7% US$1.395
172
Saint Kitts e Nives 0,0013% 0,0014% 1 42.068 75,7% US$11.683
173
Saint Vicent e Granadinas 0,0012% 0,0020% 1 56.668 51,8% US$7.783
174
Djibouti (!) 0,0011% 0,0015% 1 105.833 11,9% US$3.834
175
Gâmbia 0,0011% 0,0013% 1 340.846 17,1% US$1.133
176
Dominica 0,00093% 0,00084% 1 49.132 67,6% US$6.923
177
Somália (!) 0,00087% 0,00098% 1 189.853 1,8% US$1.680
178
Liberia 0,00087% 0,0012% 1 265.877 5,9% US$1.189
179
Timor Leste 0,00085% 0,00059% 1 158.759 13,4% US$1.949
180
Samoa 0,00083% 0,0012% 1 49.099 25,4% US$6.166
181
Burundi (!) 0,00076% 0,00060% 1 543.991 4,9% US$512
182
Vanuatu 0,00068% 0,00080% 1 59.150 22,4% US$4.194
183
Serra Leoa 0,00063% 0,00078% 1 161.330 2,5% US$1.417
184
Níger 0,00061% 0,00093% 1 441.793 2,2% US$506
185
Ilhas Salomão 0,00061% 0,00093% 1 58.359 10,0% US$3.793
186
República Centro-Africana 0,00060% 0,00098% 1 223.452 4,6% US$987
187
Tonga 0,00056% 0,0011% 1 47.776 45,0% US$4.313
188
Micronésia 0,00036% 0,00041% 1 32.905 31,5% US$4.037
189
São Tomé E Príncipe 0,00029% 0,00035% 1 49.147 25,8% US$2.182
190
Comore 0,00028% 0,00050% 1 58.814 7,5% US$1.733
191
Guiné Bissau 0,00024% 0,00029% 1 65.289 3,5% US$1.347
192
Ilhas Marshall 0,00017% 0,00021% 1 10.218 19,3% US$6.115
193
Eritréia (!) 0,00016% 0,00048% 1 63.395 1,1% US$930
194
Quiribáti 0,00010% 0,00013% 1 14.612 13,0% US$2.519
195
Tuvalu 0,000036% 0,000018% 1 4.234 42,7% US$3.142

Mapa T-Index de 2017


T-Index é um valor percentual que estima a participação de mercado de cada país em termos de comércio eletrônico global. Quanto maior o T-Index, maior o potencial de vendas on-line de um país.



Mapa de Liberdade na Internet


Em certos países, traduzir o conteúdo do seu site pode não ser suficiente para transformar os usuários de internet locais em clientes potenciais. O mapa abaixo mostra os países que atualmente impõem restrições ao acesso à internet. Fonte : Repórteres Sem Fronteiras




Projeção dos principais países até 2021 | NOVO!



Como interpretar os dados


O T-Index foi desenvolvido para ajudar as empresas que tenham propósito de expansão internacional a selecionar seus mercados de destino e decidir os idiomas de destino para a tradução de seu(s) site(s).

Vamos tomar um exemplo.

Uma empresa britânica especializada na venda de mercadorias para esportes de inverno tem um site em inglês e deseja traduzir para outro idioma europeu, a fim de alcançar novos clientes on-line. Após a realização de uma pesquisa de mercado, o gerente de marketing concluiu que havia uma alta probabilidade de que os seus produtos fizessem sucesso na Alemanha, Suécia e Noruega. Ao acessar o T-Index, torna-se imediatamente claro que a Alemanha, com uma participação de mercado de 4,7%, é o mercado com maior potencial de vendas on-line, levando-se em consideração seus 71.543.310 usuários de internet, cada um com um gasto médio per capita de US$ 24.045,00. O T-Index, portanto, foi um fator decisivo na escolha do alemão como um novo idioma para o site.

Notícias e Previsões


Os Estados Unidos, com um valor de T-Index de 30,9%, é o país com maior potencial de vendas on-line em 2017, com mais de 239 milhões de usuários da internet, cada um com um gasto médio per capita de US$ 47.239,00 por ano.

Os Estados Unidos estão atualmente muito à frente da China, que ficou em segundo lugar, com 9,1%. A diferença de 21,8 pontos entre os líderes do ranking pode ser explicada pela enorme diferença na média de gastos entre os usuários de internet norte-americanos (US$ 47.239) e os usuários de internet chineses (US$ 4.818), embora a China tenha quase três vezes mais usuários de internet do que os EUA, feito que a torna o país com maior quantidade de usuários de internet no mundo.

De acordo com a projeção T-Index, até 2021 a China deve alcançar rapidamente os Estados Unidos, com uma participação de mercado igual a 13,7% em 2021 contra 22,1% dos Estados Unidos.

Para calcular a projeção até 2021, extrapolamos uma linha entre os pontos de dados de 2005 e 2015, utilizando a regressão linear simples*. A projeção supõe uma tendência de crescimento linear para todos os países.

O Japão ocupa o terceiro lugar com uma participação de mercado de 6,6%, enquanto os principais países europeus – Reino Unido, Alemanha e França – ocupam, respectivamente, 4º, 5º e 6º lugares. Enquanto o Reino Unido mantém sua participação de mercado de 4,9% em relação ao ano passado, a Alemanha vê uma queda de quase 10% em sua participação de mercado (4,7% em 2017 contra 5,2% em 2016) e, em seguida, cai para o 5º lugar, atrás do Reino Unido. Isso pode ser explicado pela diminuição da despesa anual per capita de seus usuários de internet, que caiu de US$ 28.551,00 para US$ 24,045,00, de acordo com nossos cálculos.

O Brasil está em sétimo lugar, com uma participação de mercado de 2,8%. São 10 posições à frente do segundo país sul-americano no ranking: Argentina, que vem em 17º com um índice T-Index de 0,94%. A Argentina superou a Suíça e os Países Baixos no ranking desde o ano passado, e deverá aumentar sua participação de mercado em 50% até 2021 (0,94% contra 1.4% em 2021) e, portanto, ocupa o 15º lugar. Quanto ao Brasil, espera-se uma subida para o 4º lugar até 2021 com uma participação de mercado estimada em 4,6%, ultrapassando a Alemanha, a França e o Reino Unido.

A Itália, o Canadá e a Austrália completam os 10 melhores para 2017, com valores T-Index de 2,6%, 2,3% e 2%, respectivamente. A Austrália ocupa o 10º lugar da Rússia, que cai para o 14º, com uma participação de mercado de 1,7% em comparação aos 2,3% no ranking do ano passado. Segundo nossa projeção baseada na regressão linear simples, o Canadá e a Itália não farão parte do top 10 no ranking de 2021, enquanto a Austrália deve manter o 10º lugar. Espera-se que a Rússia desempenhe muito bem, saltando do 14º para o 5º lugar, com uma participação de mercado de 3,4% em 2021 (contra 1,7% em 2017).

Os 10 principais países para comércio eletrônico, projeção até 2021


A Índia, segundo país mais populoso do mundo, ocupa o 15º lugar em 2017, com um T-Index de 1,7%. De acordo com nossas projeções, deve entrar no top 10 em 2021, ocupando o 9º lugar, à frente da Austrália, do Canadá e da Itália. Com a alta na taxa de penetração da internet (52% até 2021, segundo previsão**), cada vez mais pessoas indianas passaram a navegar on-line em sua língua nativa. O número de pessoas indianas que navegam na internet em inglês está caindo; prevemos que, até 2021, esse número será superado pela quantidade combinada de pessoas que navegam na internet em hindi, marathi, bengali, tamil e telugu.

Os países que devem mostrar o maior crescimento na participação de mercado entre 2017 e 2021 são China (+4,6 pontos percentuais), Brasil (+1,8 p.p.), Rússia (+1,7 p.p.), Índia (+0,8 p.p.) e Nigéria (+0,5 p.p.), enquanto os países que devem mostrar a maior diminuição são EUA (-8,9 p.p.), Reino Unido (-2 p.p.), Alemanha (-1,4 p.p.), Japão (-1,2 p.p.) e Coreia do Sul (-0,5 p.p.).

Países de mais rápido crescimento entre 2017 e 2021


Se classificarmos o ranking por idioma, fica claro que o estudo prevê uma maior diversidade linguística no futuro e o rápido declínio do inglês em 2021, com o surgimento daqueles que hoje são idiomas minoritários. Em 2017, apenas 2 idiomas são necessários para alcançar 50% do poder de compra on-line mundial, enquanto em 2021 3 serão necessários: inglês (34,7%), chinês (13,9%) e espanhol (8,4%). O português deve ultrapassar o alemão e o francês com uma participação de mercado de 5% e assim se tornar o 5º idioma mais importante para as vendas on-line até 2021, logo atrás do japonês.

*Consulte a Wikipédia para obter mais informações.

** Relatório Google e KPMG "Idiomas indianos – Definição da internet da Índia", abril de 2017

Pressupostos e Método


O T-Index é uma ferramenta de apoio à tomada de decisão para empresas que precisam escolher países e idiomas para os quais seus sites serão localizados. Ele apresenta uma visão geral do potencial de vendas on-line de cada país.

O T-Index 2017 utiliza os dados estatísticos mais recentes fornecidos pelo banco de dados do Banco Mundial, ou seja, dados de 2015.

O valor T-Index é calculado multiplicando-se o número total de usuários da internet pela despesa anual per capita estimada.

Para estimar a despesa anual per capita de cada usuário da internet, utilizamos o indicador HFCE (despesa de consumo final das famílias) do Banco Mundial, expresso em dólares norte-americanos atuais. A HFCE representa o valor de mercado de todos os bens e serviços adquiridos pelas famílias de cada país. Observe que o método de cálculo utilizado para versões anteriores do T-Index antes de 2016 era baseado no PIB, não no HFCE. Mudamos nosso método de cálculo em 2016 para dar uma visão mais realista do potencial de gastos reais dos usuários de internet de cada país. Os detalhes do nosso método de cálculo são apresentados abaixo.

Cada país foi classificado de acordo com o idioma mais utilizado pela população local para navegar e fazer compras na rede. Por razões de significância estatística, a coexistência de vários idiomas dentro do mesmo país só foi levado em conta se o valor T-Index do país ultrapassou 0,1%. Neste último caso, apenas os idiomas utilizados diariamente na Internet por mais de 15% da população foram considerados, exceto nos casos em que os idiomas minoritários em questão (usado na internet por menos de 15% de da população) também são idiomas nacionais oficiais. Por exemplo, a Suíça, com um T-Index de 0,94%, foi avaliada em três mercados de idiomas diferentes: alemão, francês e italiano. Todos esses três idiomas são realmente utilizados diariamente pelos suíços para navegar e fazer compras na rede. Enquanto francês e alemão são ambos usados por mais de 15% da população, o italiano é usado por apenas 7% dos usuários da Internet. No entanto, o italiano é um idioma oficial reconhecido nacionalmente na Suíça, daí a sua inclusão no T-Index.

O estudo T-Index só inclui idiomas utilizados para navegar na rede. Um número de idiomas é excluído completamente ou muito mal representado atualmente na Internet. De fato, em muitos países, o idioma falado na vida diária da maioria da população não pode ser encontrado on-line, como a Kinyarwanda em Ruanda. Isso se dá muitas vezes devido a uma taxa de penetração baixa da Internet, que não permite que os habitantes locais acessem a rede para criar conteúdo em seu idioma nativo. Em Ruanda, 18% do total da população que tem acesso à Internet, navega na rede em Inglês, uma vez que pouco ou nenhum conteúdo foi criado por e para os ruandeses no seu idioma nativo. É por isso que o T-Index inclui o Ruanda no mercado do idioma Inglês.

Os idiomas com variantes internacionais foram agrupados em seus respectivos idiomas padrão. Por exemplo, o Inglês do Reino Unido e dos EUA foram ambos classificados como Inglês.

Territórios dependentes (por exemplo, Porto Rico) foram avaliados de acordo com seu respectivo estado de governo, desde que eles compartilhem o mesmo idioma. Se eles não compartilharem o mesmo idioma, como é o caso de Porto Rico e Estados Unidos, eles são incluídos como entradas separadas com base no mercado do idioma a que pertencem.

O estudo T-Index não abrange todos os países. Os países inclusos no estudo são aqueles para os quais foi possível encontrar dados sobre o número de usuários de internet. Sem esses dados, a avaliação não seria possível.

Método de cálculo


Em primeiro lugar, reunimos informações sobre o número de usuários de internet, a HFCE e a população total e, a partir delas, determinamos a taxa de penetração da internet* e a HFCE per capita de cada país. Em seguida, analisamos a taxa de penetração da internet e a distribuição de renda de cada país a fim de determinarmos a proporção de HFCE teoricamente gasta pelos usuários de internet. Finalmente, para chegarmos à "HFCE per capita dos usuários de internet", ou seja, uma estimativa de suas despesas anuais, fizemos o seguinte cálculo: (população total do país x HFCE per capita do país x percentual de HFCE teoricamente gasta pelos usuários de internet)/número de usuários de internet.

Para os países onde os dados de distribuição de renda não estavam disponíveis, calculou-se a distribuição de renda média para todos os países e utilizou-se essa estimativa.

Para determinar a proporção de HFCE teoricamente gasta pelos usuários de internet, partimos da hipótese de que os usuários de internet de cada país pertencem ao segmento mais rico da população nacional. Essa hipótese levou em conta que, na maioria dos países, para se ter um plano de internet, é necessária uma determinada renda mínima, além de estar apto a fazer parte da atividade de e-commerce.

*A taxa de penetração da Internet é a percentagem de utilizadores da Internet em um determinado país.

Exemplo


No Japão, o número de usuários de internet é 115.605.881, de uma população total de 126.958.472. A taxa de penetração da internet é, portanto, de 91,06%. Em 2015, a HFCE per capita do Japão chegou a US$ 19.526. De acordo com a distribuição de renda por escalões, estimamos que 91,06% dos mais ricos no Japão representaram 96,7% das despesas de consumo totais das famílias japonesas. Para chegarmos à "HFCE per capita dos usuários de internet", fizemos um cálculo simples:

(total da população x HFCE per capita x % das despesas dos usuários de internet) / número de usuários de internet

Aplicado ao Japão: (126.958.472 x 19.526 x 96,7%) / 115.605.881.
A estimativa da HFCE per capita dos usuários de internet no Japão é, portanto, de US$ 20.740,00.

Para obter o valor T-Index, multiplicamos o número de usuários de internet pela HFCE per capita de seus usuários de internet. Para o Japão: 115.605.881 x US$ 20.740,00. Finalmente, para obter um valor percentual para cada país, dividimos o valor do T-Index de cada país pela soma dos valores T-Index de todos os países. Assim, é possível saber como chegamos a um T-Index de 6,6% para o Japão.

Fontes


O número de usuários de internet de cada país foi retirado do relatório da União Internacional de Telecomunicações (UIT) "Porcentagem de indivíduos que usam a internet". A UIT é a agência especializada das Nações Unidas para tecnologias de informação e comunicação. As estatísticas eram estimativas para 2015. Para alterar os valores percentuais em números inteiros, somamos os números deste relatório com os do relatório do total da população, elaborado pelo Banco Mundial.

A população total de cada país foi retirada do Banco Mundial. As estatísticas foram atualizadas em 2015.

Os dados sobre a HFCE (despesa de consumo final das famílias) foram retirados do Banco Mundial. Os dados foram atualizados em 2015 e são apresentados em dólares americanos atuais. As flutuações da taxa de câmbio de moedas afetam os valores HFCE expressos em dólares norte-americanos atuais e, consequentemente, os valores T-Index estimados e atuais. Escolhemos utilizar os valores HFCE expressos em dólares norte-americanos atuais em vez de utilizarmos os valores HFCE expressos em dólares internacionais atuais, utilizando taxas de paridade do poder de compra (PPC), visto que nosso estudo se concentra nas oportunidades de comércio eletrônico global, o qual é avaliado parcialmente de acordo com as flutuações da taxa de câmbio entre países. Para os países ou territórios cuja HFCE não aparece no relatório do Banco Mundial em questão, nossa agência trabalhou com estimativas de dados. Nossa agência estimou os números HFCE dos 39 países a seguir: Andorra, Bahrein, Bósnia-Herzegovina, Cabo Verde, Comores, Djibouti, Eritreia, Ilhas Faroé, Gronelândia, Irã, Iraque, Cazaquistão, Quiribati, Lesoto, Líbia, Liechtenstein, Maldivas, Ilhas Marshall, Mauritânia, Micronésia, Mônaco, Mianmar, Nova Zelândia, Panamá, Papua Nova Guiné, Porto Rico, Ruanda, Samoa, São Marino, São Tomé e Príncipe, Ilhas Salomão, Suazilândia, Síria, Timor-Leste, Tonga, Turcomenistão, Tuvalu, Vanuatu e Venezuela.

Para determinar se o acesso à internet é restrito em um determinado país, consultamos a classificação fornecida pela organização internacional não governamental Repórteres Sem Fronteiras, disponível em seu site oficial.

A distribuição de renda por escalões baseia-se nos dados estatísticos do Grupo de Pesquisa em Desenvolvimento do Banco Mundial. Nem todos os dados referem-se ao mesmo ano (os dados do Banco Mundial variam de 1992 a 2014).


Esta classificação só pode ser livremente reutilizada e compartilhada se houver um link redirecionando para esta página e se for comunicado de modo claro aos usuários que os dados vêm do estudo T-Index. Por favor, copie e cole a seguinte declaração:

Estudo T-Index de 2017, conduzido pela Translated. Translated é a agência líder de tradução profissional on-line que oferece serviços de idiomas para mais de 100.000 clientes internacionais há mais de 15 anos:
www.translated.net/pt/classificação-idiomas-t-index

Créditos


Agradecemos a todos aqueles que nos forneceram dados e conselhos úteis (em ordem alfabética):

Contatos


Para obter mais informações, entre em contato com Aurore Claverie: aurore@translated.net

Utilizamos cookies para aprimorar sua experiência. Se avançar no acesso a este site, você estará concordando com o uso dos nossos cookies. Saiba mais OK